sexta-feira, 2 de janeiro de 2009

Noche vieja na Paulista


Com um lenço branco no cabelo enfeitado com fivelinhas brilhantes ― que apareceram após acomodar o lenço da cabeça nas costas ―, dona Zica, "não a da Vai-Vai", ela avisa, comemora a chegada do Ano Novo na Avenida Paulista. Ri e dança o tempo todo. "Você está olhando essa senhora de 80 anos e pensando que ela tem muita energia, né? Mas em alguns instantes essa senhora vai sentar no ônibus e dormir o caminho todo até sua casa", diz.

Que no Ano Novo o maior desejo da dona Zica, aquele que ela carregava nas costas e no sorriso, se realize.

Um comentário:

Luna disse...

Toda virada de ano a gente aprende alguma lição. Este ano eu aprendi que os melhores momentos são aqueles que a gente passa ao lado de quem gosta e respeita. Nã, tive uma linda e animada virada! Nunca mais vou me esquecer da nossa busca por um restaurante, da corridinha até a Paulista e do 'Amiga, me abraça, é meia-noite', rs. ;)