terça-feira, 2 de fevereiro de 2010

o verdadeiro sítio do picapau amarelo


O tempo está curto, estou na estrada. Às vezes, enquanto seguro a direção e olho as borboletas brancas brincando nas margens, tenho a sensação de que o caminho é melhor do que a chegada. Porque no caminho eu me experimento de um jeito novo. É no caminho que eu sinto medo, brigo com meu medos, acolho meus medos. É no caminho que posso ver um varal com ursinhos de pelúcia em vez de roupas. É no caminho que eu entendo como às vezes não adianta correr, que a direção vira, mas o carro desobedece. Devagar. Ontem eu fui ao Sítio do Picapau Amarelo. Estava fechado e passei uns minutos parada estudando o que faria (tem uma porta aberta ali?). Rosa apareceu, ignorou o expediente, abriu o sítio e me mostrou: se quiser conhecer a cachoeira do Reino das Águas Claras, vá por ali. Caminhei no meio de esterco de vaca e galinha ciscando, com shorts e melissa, o único dia em que dispensei as maravilhosas botinas. Fui seguindo o barulho de água batendo forte na terra e, de repente, estava com mato até metade das coxas, caindo em buraco atrás de buraco. Não pode ser aqui, eu peguei o caminho errado. Por favor, não pise numa cobra, eu pensava. Vi um rapaz lá longe, acenei. "Moço, vem aqui!". Ele veio. Pedi ajuda. Moço, não é essa a cachoeira do Reino das Águas Claras? "Ah", ele sorriu, olhando para o chão. "Todo mundo confunde e vem para essa, mas é outra ali mais perto. É que o barulho dessa é mais forte". Fomos caminhando até a cachoeira certa. "Mas", ele continuou, "as pessoas não entram no mato como você, elas param antes". A canela coçando, e eu pensando que se não pegasse carrapato rezaria 10 ave-marias e, posso confessar? Orgulhosa. Eu entro mesmo.

3 comentários:

Cláudia disse...

nana
Concordo com você: o caminho é a melhor parte da viagem, porque estamos com o desejo de chegar ou de voltar....
Aproveite cada momento de sua aventura.
Saudades!!!!
bjos orgulhosos
Claudia

Nina Ramos disse...

Gêmea,
FATO que o caminho é o segredo. É o tempero da viagem. É a coisa mais gostosa de se ver. Minha mãe compartilha da nossa opinião. Conhece a Dutra de cabo a rabo e sabe onde fica cada pétala de bougainville que tanto ama!
Saudades de você!
E estampei Milhazes no braço! Entra no Conta que eu Conto e confere! ;)

Olivia disse...

por onde andas? o caminho tá bonito?